COM AÇÕES EFICAZES, BURITI ALEGRE REDUZ CASOS DE DENGUE EM 98%

A Prefeitura Municipal combate a Dengue diariamente em Buriti Alegre. Após a apuração dos índices alarmantes de janeiro de 2013, diversas ações foram promovidas na cidade. Em janeiro de 2013, Buriti Alegre ocupava a 52º posição das cidades mais infestadas dos 246 municípios do Estado de Goiás. Com as atividades promovidas pelos Agentes de Endemias e o cuidado da população, o resultado foi à queda em 98,71% dos casos de Dengue.
482738_426339064125400_74739041_n

A equipe do Controle de Endemias do município fez um comparativo entre os meses de Janeiro e Fevereiro de 2013 e 2014, sendo que no mesmo período de 2013 houve 129 casos notificados de dengue e 77 confirmados. E em 2014 houve 7 casos notificados e apenas 1 confirmado. Havendo uma redução nos casos notificados de 94,58% e confirmados de 98,71%.

Buriti Alegre 2013 445

Esta redução deve-se ao apoio do Prefeito Marco Aurélio Naves que não mede esforço e empenho e a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde através do Secretário Edmilson José dos Santos que disponibilizou toda estrutura da Secretaria para o trabalho constante.

DSC05032

Todas as ações de base ajudaram nesta redução dos casos de Dengue, como:

  • Realização de 2 manejos ambientais por ano. Onde foram retiradas 25 toneladas de lixo que estavam servindo de criadouros para o mosquito;
  • Retirada de mais de 30 toneladas de pneus inservíveis depositados de forma incorreta no Parque de Exposições;
  • Vacinação Homeopática em mais de 4 mil pessoas contra a Dengue em um só dia, sendo  o maior evento de saúde pública realizado no município;
  • Teve-se 38 caixas d’água tampadas que serviam de criadouros;
  • O bloqueio em toda cidade com o fumacê;
  • Bloqueio perifocal com bombas motorizadas;
  • Roçagem mecânicas e manuais em lotes vagos;
  • Ações socioeducativas em parcerias com as escolas do município.

IMG_9221

Diversas ações resultaram na queda do índice, mas população deve continuar atenta. Segundo o Gerente de Endemias do município, Divino Beraldo: “Estamos vivendo um período de tranquilidade relativa e a situação está controlada. Porém, isso não quer dizer que a população deve se descuidar. Ao contrário, precisa reforçar os cuidados e o trabalho de prevenção, para não termos um novo surto da doença”, orientou.