Buriti Alegre promove Dia “D” contra a Dengue e Chikungunya

IMG_2141A Prefeitura Municipal de Buriti Alegre, por meio da Secretaria de Saúde promoveu nesta sexta-feira (5) o “Dia D” de Combate à Dengue e a Febre Chikungunya, ambas transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt.  Com o slogan “Buriti Alegre contra a Dengue”, o evento aconteceu na Feira Coberta e contou com a participação do Prefeito Marco Aurélio Naves, do Secretário de Saúde, Edmilson José dos Santos, do Gerente de Endemias, Divino Beraldo, do Capitão da Polícia Militar, Eli Almeida, dos vereadores Ênio Isac e Cássio Evangelista, dos agentes de endemias do município, centenas de pessoas que trafegam diariamente pelo local,  alunos e professores das Escolas Municipais e Estaduais.IMG_2114

Durante toda a manhã, foram realizadas ações educativas na região da Feira Coberta com a participação dos Agentes de Saúde que distribuíram material educativo e orientaram a população sobre os cuidados que devem ser tomados com a doença e as principais formas de preveni-la.IMG_2110

O Prefeito Marco Aurélio esteve no local prestando apoio a essa causa que é de todos. Autoridades de Saúde, agentes de endemias e estudantes saíram em caminhada pelas ruas da cidade alertando a população contra a Dengue. IMG_2121

O objetivo é evitar que as doenças se espalhem no período chuvoso. Na ação, os agentes visitam casas para mostrar que, com cuidados simples, é possível eliminar os criadouros do transmissor. O mutirão faz parte de um projeto que acontece em todo o país.IMG_2133

“Como o mosquito transmissor é o mesmo, então a forma de se combater a chikungunya é a mesma para a dengue, que agora precisa ser mais intensa. Nós temos falado que as pessoas precisavam de mais um motivo para combater o mosquito da dengue, e esse motivo chegou, que é a febre chikungunya”, disse a Gerente de Endemias, Divino Beraldo.IMG_2163

 “Cada um tem que fazer sua tarefa de casa, que é tirar 10 minutos, fazer a limpeza, porque uma simples tampinha pode ser um criadouro”, disse o Prefeito Marco Aurélio Naves.IMG_2170

Além disso, os profissionais alertam que é necessário ficar alerta aos sintomas das doenças como dores fortes pelo corpo, febra alta, dores articulares além de dores de cabeça, náusea e vômito. “Com o surgimento dos primeiros sintomas, procurar o serviço de saúde, evitar a automedicação para que ela realmente comece o tratamento correto e tenha uma evolução boa”, reforça o Secretário de Saúde, Edmilson José dos Santos.

IMG_2180