Projeto Vida Ativa na Terceira Idade

O envelhecimento é um fenômeno inevitável ao corpo de todo ser humano e é um processo progressivo. Nesse processo ocorrem alterações nos diversos sistemas, que variam de individuo para individuo, podendo depender de fatores como habito de vida e herança genética.

Segundo a OMS, a população brasileira até bem pouco tempo era considerada jovem, tem hoje cerca de 60% de seus indivíduos com idade superior de 60 anos, o que enquadra na chamada “terceira-idade”. As estatísticas projetam para o ano de 2025 uma população de idosos que colocará o Brasil como o sexto país do mundo pertencente a esta faixa etária.

Entretanto os benefícios da atividade física são muitos para todas as pessoas, e em especial para os idosos. Podemos citar entre eles: – promover o bem-estar geral; melhorar a saúde geral, física e psicológica; – ajudar a preservar o viver independente; – ajuda a controlar condições específicas como: estresse e obesidade e doenças, como: diabete e hipercolesterolemia; – reduz o risco de certas doenças não-comunicáveis, como: hipertensão, doença arterial coronariana e diabetes; – ajudam a minimizar as consequências de certas incapacidades e pode ajudar a administração de condições dolorosas; – pode ajudar a modificar a perspectiva à velhice; – evitar imensas filas nos postos de saúde, à procura de remédios para hipertensão e depressão.

AmnGSMxe7iATHJplZ7kpVnFt2EMvYUMtoZtJE2fFu7Fy (1)

Diante dessa realidade, a Secretaria de Assistência Social com o apoio da Prefeitura Municipal de Buriti Alegre, na administração do Prefeito Marco Aurélio Naves e a primeira-dama Raquel Naves, não mediram esforços para implantar o Projeto Vida Ativa Na Melhor Idade, o qual já conta com a participação de mais de 60 idosos ativos, realizando atividades semanalmente.

O projeto conta com a coordenadora e professora de Educação Física Ilana Carrijo.


At3Y5ki_JrL_2x5Anru_o5tBHLTwof-G9dvcmisx5ZFt (1)